Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

CORTAR… COPIAR… COLAR… EDUCAÇÃO EM PORTUGAL III

 

ABR/2006:
 
«
 
Quando se tomam medidas em educação,
 
deve-se pensar num projecto a longo prazo,
 
e não em medidas imediatas com o objectivo apenas de reduzir a despesa pública!
 
Quando se tomam medidas em Educação
 
não podemos cair na tentação de acentuar medidas,
 
ou dar mais do que já está mal!
 
(…)
 
Um professor,
 
como qualquer outro profissional,
 
só consegue ser bom no que faz se
 
se sentir bem de saúde.
 
Saúde, segundo a O.M.S. é "um
 
estado de completo bem estar físico, mental e social,
 
e não apenas a ausência de doença ou de enfermidade".
 
A verdade é que, infelizmente, um Ministério
 
que deveria fazer tudo para que um dos intervenientes do processo de ensino-aprendizagem, o professor, fosse um bom profissional,
 
tem nos últimos tempos,
 
tentado passar para a opinião pública
 
uma imagem que não corresponde,
 
em nada, à maioria dos professores
 
que todos os dias dão o seu melhor
 
e remam contra a maré
 
de um Sistema em decadência,
 
por culpa dos sucessivos governos
 
que nunca tiveram um projecto a longo prazo,
 
um rumo para a Educação em Portugal.
 
(…)
 
Não existe uma convergência nas políticas educativas, dos sucessivos governos.
 
(…)
 
…porque falha o Projecto de Educação? Porque
 
cada Governo que surge,
 
lembra-se de iniciar um novo projecto
 
(tipo penso rápido)
 
, esquecendo o que já foi feito.
 
Dá-se mais umas pinceladas de preto
 
num quadro que já é muito negro.
 
Temos de pensar num rumo…a longo prazo.
 
Mais tempo na Escola não significa, mais sucesso!
 
Mais aulas de Matemática, nos mesmos moldes das que já existem…não significa mais sucesso! Acredito que para a maioria dos pais que trabalham aplaudem estas medidas avulsas. Eu também sou pai e cá na Madeira a Escola a Tempo Inteiro é uma realidade.
 
Dá jeito…
 
mas não podemos tomar medidas
 
porque dá jeito à maioria da população!
 
O grande objectivo deverá ser sempre o sucesso educativo!
 
(…)
 
Por outro lado, além de
 
programas desajustados,
 
temos programas baseados num conhecimento em espiral de memorização! Os programas estão
 
estruturados de forma
 
a haver uma repetição de informação
 
ano após ano, acrescentando-se mais uns pozinhos,
 
para que o aluno relembre o que já havia memorizado. Os programas estão
 
ainda ajustados ao Ensino Tradicional do Estado Novo.
 
Assim, temos
 
programas extensíssimos e repetitivos,
 
sem qualquer hipótese de serem cumpridos,
 
quando privilegiamos a pedagogia por competências (o "saber em acção"), aprender a fazer, aprender a aprender. Os professores são "obrigados" a "dar" aulas expositivas, para cumprir o programa, para que a sua imagem e a imagem da sua escola não seja posta em causa com a divulgação de um exame nacional!!! Embora muitos professores tenham uma boa formação pedagógica, acabam por aplicar práticas que de pedagógicas não têm nada. As aulas expositivas são a solução.
 
(…)
 
É urgente,
 
iniciar uma reflexão a nível nacional,
 
em todas as escolas
 
sobre o desajustamento dos currículos
 
à formação que pretendemos
 
para a vida futura dos nossos alunos,
 
baseado no "saber fazer"
 
e na competência dos nossos alunos.
 
É importante reflectir
 
sobre o que é essencial
 
e o que é acessório.
 
É importante ajustar os currículos
 
à faixa etária dos alunos de cada ano de escolaridade.
 
É importante haver um currículo nacional,
 
com uma lógica que não se baseie apenas
 
em currículos repetitivos de ano para ano.
 
(…)
 
Apesar de não acreditar que esta carta seja algum dia lido por V. E.xa., continuo no meu dia a dia a fazer tudo para que o meu país seja o melhor em termos de Educação. Acredito que é possível inverter a tendência negativa. Como dizia Idália Sá Chaves (da Universidade de Aveiro), num Congresso de Professores a que assisti: "
 
Cabe, a cada um de nós,
 
mudar os bocados de mundo que estão à nossa guarda".
 
Fajã da Ovelha, 18 de Abril de 2006
 
Mais um professor que se preocupa e ama a Educação,
 
 (Rui Manuel Ávila da Rosa)
 
»
 
IN: http://www.debatereducacao.pt/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=12%20-
publicado por Alex.S. às 15:47
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Isto é sobre?

. todas as tags

.as minhas fotos

.arquivos

.Contador

Free Hit Counters
Free Counter

.posts recentes

. “no final não nos lembram...

. A SENTENÇA: DECISÃO

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: OBJECTO E PED...

. «(...) portátil é perigos...

. JUNHO DE 2009 : «INTERESS...

. MAI-2009: «Ensino superio...

. JAN-2009: «NOVO MAGALHÃES...

. Um mail de uma Mãe Portug...

. DOMINGO 21-09-2008:Ass. c...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: «EXISTE...

. SOBRE EDUCAÇÃO EM PORTUGA...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. 02-09-2008 Fui ao Centro ...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: SÉC. XX...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: SÉC. XX...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO ... NO M...

. «como alguém disse...»

. Citar por citar... também...

. «EXAMES NACIONAIS - média...

. UMA OPINIAO SOBRE O ENSIN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. Hoje lembrei-me de fazer ...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. 07-JUL-2008 TOMADA DE POS...

. 22-07-2008: IVA: banda la...

. Novas oportunidades ... v...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...