Domingo, 22 de Junho de 2008

08-02-2008 O MAIL...

 

«Ex.mo Sr. Presidente do Conselho Executivo da Escola Secundária de Pombal e Ex.mos Sr.s Professores de XXXXXX da Escola Secundária de Pombal,
 
            Venho por este meio denunciar o seguinte, e realço que denunciar não é acusar, é afirmar:
 
            1- Sou a XXXX XXXX XXXX XXXX, n.º XX, a frequentar o XX.º Ano XXX, no ensino nocturno do estabelecimento onde exercem a vossa actividade profissional, encontrando-me a frequentar a disciplina de XXXXXX.
 
            2- Á referida docente tenho a apontar várias falhas, quer a nível profissional no referente ao domínio dos conteúdos leccionados (o que é facilmente constatado quer pelas sucessivas incorrecções que comete, e correspondentes correcções efectuados pelos alunos da disciplina, quer em termos tão simples como sejam erros gramaticais graves quando expõe matéria no quadro, por exemplo, quer nas dúvidas que coloca aos próprios alunos e aos quais pede com frequência auxílio na exposição de matérias que supostamente devia conhecer), quer a nível de comportamento moral e humano.
 
3- No referente ao nível comportamental, chegou a ter posturas de assédio que criaram embaraço e mal-estar a todos os alunos assistentes, com comentários para alunos do sexo masculino do género, e passo a citar:
 
«Ai, 'fulano tal' hoje está tão fofinho.»
«'Fulano tal' deve ser muito meiguinho.»
 
Entre outras.
 
Ou, por exemplo, a mim em particular, que inclusive fui forçada a, em determinado momento, abandonar a sala de aula, pois os comentários eram:
 
«Que olheiras traz hoje.»
«O dia dos defuntos já passou.»
 
Entre outras, chegando a parar a aula para formular juízos de carácter físico e psicológico a meu respeito, todos no mesmo âmbito, chegando eu própria a questionar-me acerca da minha imagem, e aspecto, com todo o impacto psicológico que implica este género de comentários depreciativos.
 
4- Apenas não denunciei antes estes factos, pois, não querendo prejudicar nem colegas, nem qualquer pessoa que sobreviva do exercício da sua actividade profissional, porém os comportamentos da referida docente agravam-se e tornam-se intoleráveis. Aliás o que despoleta esta exposição é o teste de avaliação efectuado no dia 31 de Janeiro de 2008, no qual coloca uma questão (Grupo III, n.º 2.2) sobre matéria que não está no livro adoptado para a disciplina, nem nas folhas com matéria auxiliar fornecidas pela docente, à qual respondo exactamente o que acabei de afirmar. A docente, escreve no meu teste o seguinte: «Mas estava no caderno!! Se não vem à 1.ª parte das aulas; o assunto é consigo.». Ao que tenho a informar o seguinte:
 
- Não vou á primeira parte das aulas, que são todas no primeiro tempo, por motivos profissionais e exactamente por isso, possuo estatuto trabalhador estudante.
 
- E ás poucas aulas que consegui chegar mais cedo, as conversas na aula eram desde questões particulares acerca de adultério de amigas da referida docente, ou questões de administração de condomínios referente ao prédio urbano que a referida docente adquiriu, com laivos de ignorância, inclusive acerca de legislação básica que assustam o mais comum dos mortais, mas como a docente não sou eu, nem estou a frequentar a escola para ensinar normas de conduta moral a ninguém, nem regras de interpretação jurídica, nem sequer participo nesses momentos, porque de facto o esforço que faço é no sentido de apreender conteúdos e não de os leccionar. Considerando absoluto desperdício do meu tempo a participação neste género de tertúlias.
 
- Mais a referida docente, e, suponho eu, que em conformidade com as suas capacidades profissionais, por norma fornece a matéria sobre a qual, e o modo pelo qual, incidirá a sua avaliação escrita. Tendo o efectuado para o referido teste, e obviamente, detectei que não conseguia responder à pergunta em questão, tendo solicitado a alguns dos colegas, que conseguem estar presentes a todos os períodos de aula, a referida resposta, tendo concluído que também não a sabiam.
 
-Ainda por cima, nem sequer se dignou a efectuar a correcção do mesmo, prática que considero anti-didáctica, e já tendo frequentado 5 escolas de ensino secundário, 3 no ensino nocturno, é a primeira vez que um docente não efectua a correcção, nem que seja por tópicos de uma avaliação escrita, o que considero lamentável. E refiro isto nem tanto por mim, mas até estava curiosa, porque mesmo não frequentando a primeira parte das aulas de XXXXXX, obtive 17,3 na referida avaliação.
 
            5- E por último, visto que a referida docente não alcança por ela própria os danos causados pela sua clara falta de postura, vejo-me obrigada a expor o que se passa nas suas aulas, referindo que é assunto corrente por entre os alunos do ensino nocturno este tipo de atitudes, e que tem criado imensos danos ao objectivo final de todos os alunos matriculados, quer quando visados directamente, quer pelo constrangimento provocado aos outros.
 
            Atentamente,
            XXXX XXXX »
publicado por Alex.S. às 19:35
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Isto é sobre?

. todas as tags

.as minhas fotos

.arquivos

.Contador

Free Hit Counters
Free Counter

.posts recentes

. “no final não nos lembram...

. A SENTENÇA: DECISÃO

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: FUNDAMENTAÇÃO...

. A SENTENÇA: OBJECTO E PED...

. «(...) portátil é perigos...

. JUNHO DE 2009 : «INTERESS...

. MAI-2009: «Ensino superio...

. JAN-2009: «NOVO MAGALHÃES...

. Um mail de uma Mãe Portug...

. DOMINGO 21-09-2008:Ass. c...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: «EXISTE...

. SOBRE EDUCAÇÃO EM PORTUGA...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. 02-09-2008 Fui ao Centro ...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: SÉC. XX...

. SOBRE A EDUCAÇÃO: SÉC. XX...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO ... NO M...

. «como alguém disse...»

. Citar por citar... também...

. «EXAMES NACIONAIS - média...

. UMA OPINIAO SOBRE O ENSIN...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. Hoje lembrei-me de fazer ...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. 07-JUL-2008 TOMADA DE POS...

. 22-07-2008: IVA: banda la...

. Novas oportunidades ... v...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...

. SOBRE A EDUCAÇÃO EM PORTU...